domingo, 20 de março de 2016


    Adeus Irmão Velho!...Iremos Juntos a ti nos próximos dias fazermos a ti um Tributo daqueles!!!...Seus irmãos da Genealogia Nordestina irão a ti homenagear igual a príncipe a adentrar num salão Chiq porque vc foi Chic, foi Top, foi Vip de mais, nos céus dê lembranças a todos, de Thomás de Araújo pra frente, de Caetano Dantas adiante, de Domingos Alves a longo abraço!!!...
    Meu amigo Alzenado:
    Estava há pouco falando com seu amigo Arysson Soares sobre o homem de vanguarda que você foi: à frente do seu tempo, antenado com o que ainda estava por vir, apostando nas próximas tendências. Nessa conversa, relembramos várias passagens suas, de genealogista nato que era - rimos muito, mas acabamos os dois, juntos, chorando de saudades. Saudades de não mais atender seu telefone trazendo mais uma novidade da "high society" local ou da política; saudades de não atender ao seu chamado para contar de uma nova descoberta dos nossos antepassados; saudades das suas visitas e das conversas ao pé-do-ouvido...
    Ontem eu falava com seu grande amigo Alberto Sales e percebemos que você parece que pressentiu que estava se aproximando a hora de ir embora, pois nos últimos dias, ligou para vários de seus amigos e, de uma forma muito própria sua, disse que estava indo, para somente agora, entendermos que sim, você já sabia.
    Mas você, Alzenado, teve a sorte de começar a ir embora em grande estilo: durante um daqueles eventos que você adorava prestigiar, cercado por seus amigos e conterrâneos. E ainda deu tempo de despedir-se das suas pessoas mais queridas e até de preocupar-se com elas. É, você realmente era um homem notável e foi embora de forma nobre.
    É isso meu amigo. Acabou o seu tempo entre nós e de uma forma tão prematura! Mas o seu legado ficará conosco, através das suas histórias e lembranças. Agora você já está encontrando-se com seus antepassados e, nas palavras de Arysson, na certa vai dar um trabalho danado, querendo entrevistar todos eles. Por aqui, você vai fazer uma falta danada, os eventos e a política perderam um pouco da graça.
    Adeus, Alzenado.

    Fabiana Agra

Nenhum comentário:

Postar um comentário